sexta-feira, 29 de abril de 2011

Porque vou ficar metida num 31...



... e porque nem só de agrafadores e furadores vive uma lady, queria aqui pedir oh faxavôr 3 destas pá mesa do fundo. Uma camel, uma vermelha e uma amarelinha. Pronto e é só. Agradecida!

Porque vou ficar metida num 31...






... quero um agrafador e um furador.


Passando a explicar: tenho calhaus de slides para imprimir, agrafar, furar e 'dossiar'.

A impressora é um cocó, encrava pa xuxu, limpa de 5 em 5 minutos e tem insónias nocturnas que colidem com a minha vontade de dormir, mas ok... papo-a e espero que ela dure assim, chata, por mais umas 20 seasons de CSI.


O que me tira do sério e me faz trepar aos varões dos cortinados são os miseráveis furador e agrafador. O furador fura 3 folhas de cada vez e, quando se precisa de furar às 30 e 40 folhas, esta característica minimalista é coisinha para tirar a Irmã Lúcia do sério. Imaginem então a mim que sou herege.


O agrafador é primo do furador, ou pelo menos são da mesma freguesia, pois agrafa 5 ou 6 folhas com o agrafozito direitinho, mas passando dessa conta o agrafo levanta, o agrafo torce, o agrafo espeta, o agrafo eneeeeeeeeeeeeeeerva-me. E eu não me posso enervar porque sou senhora para ter um ataque de mau feitio e cortar o cabelo à pedrada.

sábado, 23 de abril de 2011

quarta-feira, 20 de abril de 2011

Amigdalões.



Apresento-vos:


De verde, a minha amígdala esquerda.
De branco, a minha amígdala direita.

O prazer é todo vosso.

quarta-feira, 6 de abril de 2011

Saber viver. Ou como morrer de comichão.

Sou muito impulsiva, sincera e directa. Gosto dos pontos nos is e dos traços nos tês. E não gosto de engolir sapos, porque são indigestos e eu sou propensa a azia.
Posto isto, quando há bronca, não sou menina de me calar. Não sou menina de fingir que nada se passou, de bater nas costinhas e aplicar o meu melhor cinismo. Porque simplesmente não o tenho, (in)felizmente não possuo essa característica.

E por estas e por outras sou apelidade de mau feitio. E dizem-me que não sei viver.

Enervo-me, esgatanho e faço valer os meus direitos e as minhas ideias de justiça. Eu prefiro assim, sinto-me mais verdadeira, mais fiel a mim mesma, mais pessoa confiável. Sabem o que esperar: se não concordo, não concordo, se me pisam os calos, digo f#d$-se c#r#lh$, se meto a pata na poça, peço desculpa. Não sou perfeita, levanto muito da ideia, mas sou recta e não engano ninguém.


Contudo, e apesar de toda esta minha explicação, há quem ache que eu deveria moderar. Pelos outros a quem se deve vassalagem e por mim que acabo sempre lixada e vista como a apanhada das frontes. Pois que a vassalagem vá m#m#r na 5ª pata do elefante, mas eu... eu já não sou assim muito fã de patas de elefante, portanto pensei e falei pós meus interiores (não a lingerie, mas os fígados e essas coisas assim langanhentas que tenho cá dentro): Kika Maria da Purificação, então que é assim, ou continuas desta maneira e levas na tola, ou vais à mercearia comprar uma dose de cinismo e mudas(ti) de atitude.

Pratos da balança....

Querido, mudei a casa.

E pronto, agora tenho uma capa giríssima, sou só risos, abracinhos e beijinhos, ai e tal tá tudo bem, ai e tal por mim perfeito, ai e tal não faz mal se me atropelares, eu até gosto.

E acoplado a isso tenho um eczema numa perna. Se as palavras não me saem pela boca, têm de me sair por algum lado.


Vendo pelo lado positivo, antes um eczema de pele do que macacos no nariz.

sábado, 2 de abril de 2011

Ditam as regras:


Primeiro maquilhar e depois lavar os dentes.

Lógico.

Para a próxima primeiro maquilho-me e depois tomo banho.

sexta-feira, 1 de abril de 2011

E se for com rodinhas?



Não sei andar de bicicleta. Não sei. Nem altas, nem baixas, nem fáceis, nem dificeis. Não sei. Ponto.

Hoje cresci 2 palmos quando vi aqui que o Nuno Markl também não sabe. Ou também pode ter sido só para o anúncio... hum... vamos pensar que não que é para eu me sentir melhor... bom mas também os 2 palmos que cresci já não interessam nada, porque eu sou como aqueles bolos ramelosos que saem do forno e murcham. Portanto neste momento sou uma ramelosa que não sabe andar de bicicleta e continua com uma altura ainda mais ramelosa dado os 2 palmos se terem pirado. Porque os 2 palmos não gostam de pessoas que não sabem biciclar. Entende-se.

E se me oferecessem uma bicicleta cor de rosa com cestinho? E se por acaso a dita viesse com rodinhas? Só assim por acaso...

É que só por acaso eu até era menina para gostar e fazê-la de cabide pá minha roupa. Mas só se não tivesse a Kitty. Porque se assim fosse eu teria de a usar e isso já era uma trabalheira.


Mas porque raio eu comi aquele esparguete hein? Tenho cá p'ra mim c'aquilo me deu volta à mioleira... deu deu....

Illegal Dreams


O Pedro Fernandes é um 'Big Boss' traficante de droga que anda a tramar o Fernando Alvim que, coitadinho, se me lamuria de que não tem nada a ver com drogas e que o negócio dele é mais armas. Aparece então o Jorge Palma que sussurra aos presentes que meninas, carninha da boa, é com ele e que tá a chegar um carregamento do Brasil, da Ucrânia e da Islândia (?) e que, além de fazerem umas maldades jeitosas (sim ele disse isto), ainda são peritas em unhas de gel.

Entretanto acordei.

Am i nuts or what?