terça-feira, 22 de julho de 2008

Tenho uma lágrima no canto do olho...

Confesso, cada vez que vou a um Casamento, ressuscita em mim um sonho de menina: Casar.
Desde muito pequenina que sonho com principes, princesas e felicidade eterna. Entrar numa Igreja com um vestido pomposo, véu e grinalda, de braço dado com o meu pai (o que infelizmente já é impossível), ao som de Hallelujah, com todos os meus amigos e familiares presentes, é algo que se transformou numa utopia.

Sinto-me cada vez mais exigente, tudo é defeito, tudo é imperfeito, tudo esgota a minha paciência. Além do mais, devo ter a mania que sou a Cindy Crawford visto que nada me satisfaz, é tudo feio, bronco e pouco dado à inteligência. Este é porque é assim, o outro é porque é assado, um frito e cozido, aquele não que é guisado...


Contudo, em todos os Casamentos largo sempre a lagrimita e fico com cara de estúpida emocionada... talvez por saber que é mais um sonho arrastado pós confins do meu baú.
Quem quer casar com a Carochinha que é bonita e formosinha?


Bonita e formosinha com boa vontade até vai lá, mas quando se vê bem à lupa tem cá um mau feitio... uiiiiiiiii... non s'aguenta!

7 comentários:

PIPINHA disse...

OláOlá,

é claro que o príncipe há-de chegar. Montado num cavalo branco ou numa data de cavalos condensados num motor qualquer e vai salvar-te desse jejum.
Acredita "há um testo para cada panela" já dizia a minha saudosa avó Peta.

Infelizmente pra la dos 40 disse...

Oh minha querida Kikazinha, você é tal qual sua tia.... pois eu já a beira da idade de já ter juizo e de me ja ter divorciado uma boa dezena de vezes, ainda acredito nas juras de amor eterno que se fazem no dia do casamento. Por isso querida sobrinha tem esperança e não tenhas vergonha de te emocionar porque diz o povo e tem razão "quem não sente não é filho de boa gente", é por isso que o nosso coração fica todo derretido perante tal imagem de harmonia. O pior é quando corre mal, mas isso já faz parte da 2ª. parte do filme.....

MacacoIvo disse...

Continuando nos ditos populares da pipinha (olá!! como vai a menina??):

"Cada porca tem o seu parafuso"

E por aqui me fico!

Beijinhos e deixe-se de lamechices :) ;)

Kika Canas da Lapa disse...

Pipinha, realmente montado num cavalo não dá muito jeito... o rabo pesa para subir lá pa cima ;D
Se puder ser num 1000 cavalos já tá razoável...eu sou pobrezinha a pedir, não achas?

Titi, somos eternas românticas. Facilmente temos a lágrima no canto do olho, temos a lágrima no canto do olho...
Acho que o medo que algo corra mal se sobrepõe à vontade de dar certo...:S

Kika Canas da Lapa disse...

Caro Macaco...não precisava de tanto para me chamar porca ;P

O Menino vai-me dizer que qd assiste a um casório não vê corações? Sabemos bem que é mais romântico do que quer mostrar... É tão bonito ver um Homem emocionado...

ladybug disse...

Ó Kika, minha querida, mas ainda acredita no pai natal? Definitivamente a parte de noivinha de branco já está riscada para o meu lado: com 31 anos já não sonho com isso (mas aqui entre nós que ninguém nos ouve, tb me cai a lagrimita nos casórios...). E raios, também sou esquisita como tudo e mau-feitio e como é que me disseram no outro dia...? Aparento logo agressividade. Só depois desabrocho para a pessoa fantástica que sou! Eheheheh! Isto para dizer que os gajos ficam encalhados com o meu ar introdutório "não te conheço de lado nenhum, vamos lá o que está aí desse lado com calminha, sim?". Olhe, acho mesmo que vou ficar para tia.

Kika Canas da Lapa disse...

Ladybugzinha...assino em baixo em tudo o que escreveste... no outro dia disseram-me exactamente o mesmo: que eu tenho um ar respeitoso e intimidador. Fiquei triste, tá claro, porque na realidade sou é horrores de tímida, mas sim também estou sempre de pe atrás, visto que coices não são nada porreiros e deixam-nos com nódoas negras ;P