quinta-feira, 13 de novembro de 2008

Por mim, acabavam com o Eléctrico.


Non s'aguentam mesmo. Acabem com eles.
É simplesmente útil para os carteiristas.
A Tita agradece.

12 comentários:

mimanora disse...

Não digas isso, os eléctricos são uma das poucas coisas que ainda sobrevive e que diferenciam a nossa cidade!
Concordo que às vezes são um estorvo mas...
Vá lá tem mais cuidado com os carteiristas,

Kika Canas da Lapa disse...

:( que t'aconteceu partner?

Eu cá adoro elétricos mas, verdade seja dita, não passam em frente à minha casa :S

Tita Costa da Sé disse...

Olá Mimamora,

digo isso e até digo mais, convivo com os eléctricos todos os dias, dia e noite e sei bem do que falo. É impressionante as coisas más que provocam na cidade. Poupem-me!

Querida Kika,
aconteceu que viver coladinha aos eléctricos dá nisto. São muito giros para ver um ver por mês a passar à nossa frente agora todos os dias ter que levar com um filme diferente por causa dos eléctricos, meu Deus, é de fugir!
Beijos.

Pedro disse...

Bem...,nesta tenho de discordar da Kika.
Só nos resta a carreira 28.
É a unica que escapou à razia.
Eu até acho que os electricos são fantasticos.
Comodos..,confortáveis.., não balançam tanto quanto os autocarrros...,
Concordo porém que com quem viva com linha de eléctrico ao pé da casa..,isso seja uma chatice.
Com tão poucas carreiras de electricos..,é azar viver-se à beira de uma, como diriam os nortenhos.

Tita Costa da Sé disse...

Caro Pedro,

desta vez não discorda com a Kika, mas sim com a Tita. Olá!
Existem mais carreiras do que o 28, não se esqueça que o eléctrico vai até Algés.
É sorte viver-se na zona histórica da cidade e azar é assistir aos episódios que se passam nos eléctricos e não poder fazer nada!
Volte sempre ao Non s'Aguenta.

Pedro disse...

Peço desculpa por confundir a tita com a Kika.
Realmente..,tem razão :
O 28 não é a ùnica carreira de eléctrico.
Porém.. associei as queixas àcerca dos eléctricos à carreira 28.
Isso talvez tenha acontecido por causa da foto..., e porque a Kika parece morar
em Zona perto do percurso do 28.

( E a Tita também..,se é que mora perto da Sé )

(Espero não estar a confundir o percurso da carreira 28 )

Anónimo disse...

Ola,

Bem, tenho que discordar com alguns de vocês. Hoje em dia, a cidade de Lisboa tem perdido de ano para ano, de dia para dia, muitas tradições e costumes que nos habituamos a ver.

Felizmente, ainda não acabaram com tudo! Ainda existe Lisboa e estar a tirar os eléctricos seria definitivamente acabar com ela.

Já estive um ano no centro histórico de Lisboa (Baixa Chiado) a estudar e uma das coisas que mais gostava era poder dizer que estava na verdadeira Lisboa, no centro histórico, onde ainda os carros e os prédios não tinham destruído o que de bom existe e as urbanizações não tinham dado cabo dela.

Compreendo que os electicos não tragam só vantagens e por vezes causam transito e transito mas, não é nada que os carros tambem nao o façam.

Tirar os eléctricos é tirar um dos orgulhos de Lisboa, um símbolo, uma historia..

Por isso, mantenham os eléctricos e, agora que o preço da gasolina está §§§§§, façam utilidade dele.

Tita Costa da Sé disse...

Caro Pedro,

novamente trocado, a Tita é que é da Sé! A Kika mora longe dos eléctricos, onde foi buscar essa ideia de a Kika morar perto do 28?
Tita

Kika Canas da Lapa disse...

Caro Pedro, a Kika é da Lapa e a Tita é da Sé.
A Kika gosta de elétricos e tem sorte de não os ter a passar em frente à porta.
A Tita gostava de eléctricos até os ter a passar à sua porta todas as noites.
A Kika deixou-se de carreiras há muito tempo, qd mamãe ofereceu o popó.
A Tita tem uma carreira em ascensão.


Certo partner?

maria disse...

Os eléctricos fazem parte da história. Fazem parte de Lisboa. Deve ser o único transporte onde se canta o fado.

E as linhas cruzadas no ar - como as entrelinhas de um poema - http://www.meninasderua.com/wp-content/uploads/2007/06/entrelinhas.jpg (vista da minha janela, onde passa também a carreira do 28)

Este post fica mal ao blog. Até custa ler.

Ana Rita disse...

Oh gaja do meu coração... primeiro a feira da ladra, agora os eléctricos?... Olha... Estás-me a matar aos bocadinhos...!

São estas coisas castiças que dão piada a Lisboa e fazem dela o que é. Claro que isso acarreta problemas, e sim, viver com isso todos os dias "non s'aguenta" (esta foi dedicada a vocês, eheh), mas pedires que os exterminem é demasiado radical!

Era mesmo que eu pedir para esganarem o puto que mora no meu prédio e todos os dias guincha, grita e chora como uma menina de 3 anos, e afinal tem 10 anos e nenhum atraso mental diagnosticado... Claro que já pensei nisso, mas também me obrigo a pensar que ele há-de melhorar e um dia ainda há-de dar muitas alegrias a alguém (sempre, o mais distante de mim possível), eheheh.

Ainda vais ter muitas saudades, acredita.

Beijão!

Tita Costa da Sé disse...

Ana Rita do meu coração, tens que te lembrar que a tua amiga é levantada da ideia e que diz tudo o que pensa sem pensar!
Por ti aguento os eléctricos mais um tempo...
Beijinhos minha gaja linda :-)