terça-feira, 3 de março de 2009

Slumdog Millionaire


Slumdog? Slumdog Millionaire?

Quem quer ser Bilionário? Mas que raio de tradução é esta? Mas quem são os actores? Indianos? Bollywood? Ai desculpem lá mas não quero ver isso...

'E o Oscar de Melhor Filme vai para... Slumdog Millionaire'

Caracinhas, se calhar tenho de ir ver. Já me estou a sentir uma atrasadinha das ideias :S

E fui. E adorei. E veria de novo. E dou os meus parabéns a tudo e todos sem excepção. E gosto de saber que alguém acredita no Destino. E gosto de saber que há quem ame além barreiras, mesmo que seja na ficção.


E da próxima vez que vir um Quéfrô vou olhar para ele de outra maneira. Contudo vou fugir na mesma para a direcção oposta dado que ele tem cães mortos debaixo do braço e isso cheira tão mal que non s'aguenta! Pffffffffffffff....

7 comentários:

Tita Costa da Sé disse...

A sua amiga Tita foi ver esse maravilhoso filme assim que estrou. Antecipamos sempre as coisas boas :-)

Kika Canas da Lapa disse...

É uma Tita muito despachada... sabe que cá na terra gostamos mais de ordenhar vacas e não temos tempo para estreias... ;P

rosemary disse...

É mesmo bom o raio do filme, não é?! E já agora, também não sei o que passou na cabeça da linda alma que traduziu o título do filme... Bilionário?! Vá-se lá perceber porquê...

Kika Canas da Lapa disse...

É uma alminha perdida... deve ser um Quefrô frustrado LOLOLOLO

Mozka Tché Tché disse...

Engraçado.. estou quase no meio de um prcesso judicial porque opinei contra os idiotas dos críticos do Publico....
Mas o gozo que me dá saber que sei mais do que qq crítico de cinema (tb cursei cinema no Conservas e fui expulso, o que desde logo me garante algum génio) e que, quando vislumbrei a obra prima ri-me e disse, "nem Hollywood vai conseguir dar mais outro tiro no pé", sentei-me, olhei, esperei e pumba, sabia. Sempre soube.

Kika Canas da Lapa disse...

Sempre a surpreender-me... sempre!

:)

Pipinha disse...

Aqui a amiga também gostou do filme. Apenas se dispensava a dançinha lamecha do final. Mas enfim...